segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Escuta o Passarinho





De olhos bem fechados os alunos da Escola de Picadas prestavam muita atenção aos 13 cantos. Depois de algumas dicas adivinhavam a qual das aves pertencia aquela voz. O minúsculo auto-falante pedia silêncio, tal qual na floresta.

As fotos circulavam a vontade e os assuntos brotavam. Quando a Saracura cantou, por exemplo, foram unânimes: aí vem chuva! Daí, para comparar a ave com um barômetro foi um pulo; conecta-la com a umidade, a casinha-do-tempo (lembra?), banhados, lagoas e rios. Cada um teve o seu tempo.

Onomatopéia fez sucesso no Corocochó. Falou-se da forma do bico do Patinho, do rabo do Arapaçu, da mimetização da Feiticeira, do voo a jato do Martim-pescador, da sensibilidade dos fotófobos e da necessidade de se escutar o mato crescer. Escuta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário